História (O começo)

Remontando aos idos das décadas de quarenta e cinquenta, a intenção de regularizar a nossa profissão veio sendo paulatina e democraticamente discutida, desde de então, Legisladores, Educadores, Pesquisadores, Filósofos vinham debatendo a importância da atividade física num crescente, em quantidade e qualidade.

Tendo sido o DF o local de precursora reunião na segunda fase dessas discussões sobre a regulamentação de nossa agora Profissão, (reunião datada em 22 de novembro de 1983 e presidida pelo Professor Félix D’avila, que tornou-se, um dos Conselheiros do CREF 06, e secretariada pelo Professor Laércio Pereira, que tornou-se Conselheiro Federal), não poderiamos ficar de fora deste momento histórico na construção de uma Educação Física que almejava o atendimento qualitativo ao usuário e busca do respeito devido pela sua importância para toda a sociedade.

Com a Associação dos Profissionais de Educação Física de Brasília (APEF-Brasília) à frente, escolhida por mérito pelo CONFEF, foi deflagrada a campanha de construção do CREF/DF em 10 de julho de 1999, para o lançamento da campanha a APEF– Brasília trouxe o Presidente do CONFEF, Professor Jorge Stainhilber, na intenção segunda de, em palestra proferida, sanar todas as dúvidas que ainda poderiam haver.

Assumiram a campanha como mobilizadores os seguintes professores: 

  • Alexander Martinovic;

  • Alexandre Ferreira Baiense;

  • Alexandre Fachetti Vaillant Moulim;

  • Cristina Queiróz Mazzine Calegaro;

  • Eduardo Almeida Nunes;

  • José Paulo Santos;

  • José Ricardo Carneiro Dias Gabriel;

  • Lúcio Rogério Gomes dos Santos;

  • Marcelo Boarato Meneguim;

  • Márcia Ferreira Cardoso Carneiro;

  • Márcio Gomes de Oliveira;

  • Nilza Maria do Valle Pires Martinovic;

  • Paulo Roberto da Silveira Lima;

  • Virgínia Sara Saad.

 

Merecem destaque os professores que se seguem, por, mesmo não tendo sidos nomeados mobilizadores, terem agido, como tais, em prol de positivar a campanha, e/ou, dar suporte para que a mesma se efetivasse:

  • Alfim Nunes de Sousa;

  • Luiz Antônio Burato;

  • Maria Aparecida Germano Bouzada;

  • Gerardo Araújo de Lima;

  • Paulo César Trindade Vieira;

  • Silmara Rosely de Andrade.

 

Também precisamos destacar e reconhecer algumas pessoas jurídicas, da atividade física, que se ofereceram e funcionaram como postos fixos de registro profissional:

  • Academia Lúcia Toller;

  • ABAAF - Associação Brasiliense de Academias de Atividades Físicas;

  • Faculdade Alvorada;

  • Recor – Centro de prevenção, reabilitação e melhor idade.

 

Para nascermos independentes, precisavamos atingir 2000 registrados até setembro daquele mesmo ano. Fizemos uso de malas diretas, mandando as informações diretamente à casa de centenas de formados, conseguimos divulgações e matérias em todos os principais meios de comunicação do DF, contamos com o importante apoio das três Instituições de Ensino do DF que mantém Faculdade de Educação Física, FACULDADE ALVORADA, UNIVERSIDADE CATÓLICA de BRASÍLIA e UNIVERSIDADE de BRASÍLIA, bem como dos empresários de Fitness José Mário Pereira Andrade , Michel Eduardo e Fábio Padilha, apoio que nos permitiu estar presentes em todos os principais eventos da área no DF, com Stand da APEF – Brasília esclarecendo, informando e registrando os professores diplomados em nível superior. Apesar de todos esses esforços esbarramos no pré-conceito cultural da “descrença” e do “vamos esperar para ver no que dá”, o que nos fez chegar então a 389 registros, que apesar de ser um percentual alto se comparado a quantidade estimada de formados no DF e aos resultados de outras regiões, não nos permitiu o nascimento com independência total. Somamos força então com outros seis Estados que ficaram em situação próxima a nossa, foram eles: Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná, os seis Estados mais o Distrito Federal formaram então o CREF6, no qual o DF conseguiu cinco acentos, ou seja, cinco dos vinte e quatro Conselheiros deste Conselho Regional.

 

Por ser reconhecido o potencial dos Profissionais em Educação Física do Distrito Federal, o esforço e o trabalho competente dos mobilizadores, bem como a natural vocação da nossa cidade para a coisa pública, conquistamos então a possibilidade de sermos uma Seccional, com total independência política e financeira, e liberdade de ação nos moldes do sistema CONFEF/CREF. Esta conquista facilitou a construção do nosso Cref, pois permitiu toda a nossa estruturação e ação, bem como nos concedeu os poderes de uma regional totalmente independente. Desta forma obtemos no Distrito Federal, uma Seccional do Cref – 06, que usou como marca de fantasia o nome CREF – DF, e que assim que chegasse a dois mil registros, se transformaria não só de fato, mas também de direito no CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO DISTRITO FEDERAL.

 

Completando este trecho de nossa jovem história, fazemos um agradecimento especial à Sociedade Pestalozzi, que na pessoa da Sra. Gumercinda Peixoto, “Cinda”, que presidia aquela instituição, cedeu-nos provisoriamente o espaço de nossa atual sede.

 

“O futuro a Deus pertence”, mas podemos com os nossos esforços e a nossa união traçar o melhor caminho. É isso que ele espera de nós.

 

Por:Lúcio Rogério Gomes dos Santos

Galeria dos Presidentes

Patrick Novaes Aguiar

Em exercício

CREF 03132 G/DF

Lúcio Rogério

Gomes dos Santos

2000 - 2006

CREF 00001 G/DF

Alexandre Fachetti

Vaillant Moullin

2006 - 2008

CREF 00008 G/DF

José Ricardo

Carneiro Dias Gabriel

2009 - 2012

CREF 00375 G/DF

Cristina Queiroz

Mazzini Calegaro

2013 - 2015

CREF 00030 G/DF

© 2019  por CREF7

Conselho Regional de Educação Física da 7ª. Região - CREF7/DF 

Qs 1 - Rua 210, Lotes 19, 21 e 23, Edifício Connect Towers salas 730 a 738

Pistão Sul - Taguatinga - DF

Telefones: (61) 3771-4061 / 99228-6120

Funcionamento: 09h00  - 17h00